Aonde ir, quando ir, como ir e o que fazer quando chegar lá? A Handmade Vacations te ajuda a encontrar as respostas para estas e todas as suas dúvidas em relação às suas próximas férias.

© 2019 by Will Silva Design

PROGRAME A SUA PRÓXIMA
VIAGEM COM A GENTE:
 
e-mail: info@handmadevacations.com.br
skype: handmade_vacations
SIGA A HANDMADE

ISLÂNDIA

Norte da Europa

"FIZEMOS SNORKEL NA FENDA ENTRE DUAS PLACAS TECTÔNICAS. A TEMPERATURA MÉDIA DA ÁGUA É DE 2ºC. E TÃO CRISTALINA QUE A VISIBILIDADE CHEGA A 100m. TUDO ISSO DEVIDO A UM PROCESSO DE FILTRAGEM DA ÁGUA POR ROCHAS VULCÂNICAS. EXPERIÊNCIA MAIS INCRÍVEL DA VIDA!"

O briefing era uma viagem de inverno, para ver a aurora boreal, mas de preferência sem vôos muito complicados e com uma capital bacana no caminho. Os clientes pensavam em Lapônia, mas os vôos não ajudavam, então propusemos Islândia e foi só ver um pouquinho do que esse pequena ilha gelada tinha para oferecer para eles embarcarem na idéia.

A viagem terminou com um sonho não realizado: a tão esperada aurora boreal não apareceu. Mas assim é a natureza, não se pode garantir um fenômeno como este. Mesmo que o seu hotel tenha um serviço para te acordar caso ela dê as graças, mesmo que existam passeios para ir caçá-la com guias experientes.

 

O mais bacana é que, mesmo sem aurora, estes clientes amaram a Islândia. Da pequena e surpreendente Reykjavík, que teve direito a food tour, boas cervejas e show de música no belíssimo Harpa Hall, aos passeios por uma natureza surpreendente que incluíram geysers, cachoeiras congeladas, praias de areia negra, glaciares, blocos de gelo que parecem diamantes e cavernas congeladas que parecem cenário de filme de ficção científica. Em uma semana, eles andaram de superjeep, snowmobile e quadriciclo, mergulharam nas águas quentinhas de uma lagoa azul e nas águas de uma fissura tectônica. Quem diria que nadar em água congelante usando roupas térmicas especiais superapertadas se transformaria na experiência mais incrível da vida?

PARA ANOTAR NO CADERNINHO:

 

* Apesar de seu nome traduzir Terra do Gelo, a Islândia não é tão fria quanto se pensa. Mesmo no inverno, na capital, as temperaturas não costumam baixar muito além do zero. Aos mesmo tempo, o clima muda muito ao longo dos dias (eles dizem que são capazes de ter as 4 estações num único dia de inverno). 

*  O inverno tem muitos encantos, mas não é uma viagem fácil. Clima instável, dias curtos, e, claro, muito frio. O segredo são as roupas certas (se vestir em camadas sempre!) e uma boa dose de coragem. Para ver alguns dos lugares mais bacanas, também é preciso um certo tempo de estrada...


* A temporada da aurora boreal vai de setembro a meio de abril e não é o frio que faz com que tenha mais probabilidades. É preciso estar escuro, seco e sem nuvens. Mas evite fazer uma viagem somente com este objetivo. Ver a aurora também passa por uma dose de sorte.

* Na Islândia você pode ver outro fenômeno interessante chamado sol da meia noite, que ocorre nos dias muito longos de verão. O dia mais longo do ano é o dia 21/6.


* A Islândia não é um destino barato, mas também não precisa ser uma fortuna, especialmente se tiver disposto a fazer passeios não privativos. Lembre-se que os passeios vão sempre depender das condições climáticas e a segurança vem em primeiro lugar.


* Pouca gente sabe que a noite de ano novo é bem animada em Reykjavik. Os locais e turistas vão para a rua e têm o hábito de soltar os próprios fogos. Mas programe-se com antecedência caso queira viajar nestas datas tão disputadas.

* As principais capitais da Europa têm vôos diretos para Reykjavik, como Londres, Madri e Paris, embora às vezes seja preciso voar com cias. “low cost”. A cidade também combina bem com outras capitais da Escandinávia como Oslo ou Copenhagen.

* Visto: não, você não precisa de visto para a Islândia, apenas um passaporte com 6 meses de validade e um seguro de viagem. O certificado de vacinação também não é exigido. 

** Todas as fotos foram cedidas pela Southcoast Adventure e pelo Turismo da Islândia. Obrigada. : )

HISTÓRIAS DE VIAGEM